Folclore, cultura, costumes, brinquedos
da Cultura Gaúcha
Muitos pesquisadores têm buscado através de pesquisas em objetos, fotografias e pinturas a origem dos brinquedos. Alguns museus têm exemplares de brinquedos encontrados em escavações em diversas partes do mundo, oriundos de épocas bastante remotas. Com os dados encontrados, é possível tentar interpretar e explicar o fenômeno brinquedo e o ato de brincar no contexto histórico dos diversos grupos sociais.


Brinquedo popular: No contexto folclórico o brinquedo popular é peça fundamental para o desenvolvimento intelectual e coordenação motora da criança. O brinquedo artesanal nunca deixou de ser fabricado, principalmente nas regiões mais pobres do Brasil, onde o artesanato é o meio de subsistência da maioria da população. Origem indígena, onde os meninos faziam correr uma argola de tamankurá com o auxílio de um bastão, iam de um lado para o outro, mas com puçá criatividade. Consiste em fazer rolar um arco de barril ou um pneu de bicicleta por meio de um cabo de arame ou um pedaço de pau.

Arco e Flecha: Usado pelos meninos indígenas para caçar passarinhos. O arco foi uma arma que serviu durante muitos séculos para os nossos antepassados caçarem e para fazerem a guerra. Para brincar com o arco colocamos um alvo numa parede a cinco metros de distância do arqueiro e fazendo pontaria, esticamos o braço e ao larga-lo de forma repentina a flecha vai com muita velocidade em direção ao alvo.






Arco e Trava:
Origem indígena, onde os meninos faziam correr uma argola de tamankurá com o auxílio de um bastão, iam de um lado para o outro, mas com puçá criatividade. Consiste em fazer rolar um arco de barril ou um pneu de bicicleta por meio de um cabo de arame ou um pedaço de pau.

Arapuca: Armadilha pra apanhar pássaros pequenos , feita de pauzinhos, geralmente de taquara, cada vez mais curtos, dispostos em forma piramidal. Arma-se com um haste de ponta fina que fica suspensa e presa pelo barbante com uma espiga de milho fixa na extremidade, embaixo da arapuca. Quando o pássaro vem comer, a arapuca desarma e ele fica preso.

Aviãozinho de Lata: Feito de lata de azeite recortada. Amarrado com um barbante longo, na ponta de uma taquara comprida. Brinca-se fazendo-o girar no céu.





Bilboquê:
A técnica do jogo se reduz a encaçapar o pau sustentado com firmeza na mão, a bola, ou a que se imprime movendo para cima, isto requer uma prática e educação da vista.

Bodoque: Origem indígena. Também chamado de atiradeiras ou estilingues pelas crianças gaúchas, era usado para tiro ao alvo , caça de passarinho, etc. Feita com uma forquilha de árvore e duas tiras de borracha, um pedaço de couro cru e quatro tiras pequenas de borracha para amarrar.

Bois de Sabugo: Brinquedo tradicional do pampas gaúchos. Cortam-se os sabugos ao meio e colocam-se as pernas e as aspas com pequenos pedaços de gravetos.

Bola de Meia A bola de meia surgiu da meia usada pelo homem, sem furo, de preferência de algodão. Enche-a a meia de papel , de preferência de jornal amassado, dando forma de bola. Depois é só colocar a bola no campo, e viver a emoção de jogar um futebol.

   

 
Africa do Sul | Alemanha | Amazônia | Arábia Saudita | Argentina | Austrália | Bahamas | Belo Horizonte | Buenos Aires | Camboriu | Campos do Jordão | Canada | Canela | Chile | China | Copacabana | Curitiba | Distrito Federal | Egito | Espanha | Estados Unidos | Florianópolis | Fortaleza | Foz do Iguaçu | Goiânia | Gramado | Grecia | Guarujá | India | Inglaterra | Israel | Italia | Japão | Los Angeles | Macaé | Miami | Mônaco | Nova Iorque | Pantanal | Paris | Portal Santa Maria | Porto Alegre | Portugal | Punta del Este | Recife | Rio de Janeiro | Rússia | Salvador | Santa Maria | Santa Maria Turismo | São Paulo | Swiss | Uruguai | Vaticano |
Site melhor visualizado em resolução 800x600 com Internet Explorer 4.0 ou superior
Copyright © 2004 Portal Santa Maria - Todos os direitos reservados
Cultura Gaúcha www.culturagaucha.com.br