Conceitos sobre o tradicionalismo, o regionalismo, o nativismo, o folclore.

Tradicionalismo: É um sistema a organizado e planificado de culto, prática e divulgação desse todo que chamamos de Tradição. Obedece uma hierarquia, possui um alto programa contido em sua Carta de Princípios, que deve na medida do possível, realizar e cumprir. Tradição, comparativamente, é o campo das culturas gauchescas. Tradicionalismo é a técnica de criação, semeadura, desenvolvimento e proteção das suas riquezas naturais, através de entidades sociais praticantes desse culto. É basicamente um movimento.
O tradicionalismo gaúcho é um estado de consciência que busca preservar as boas coisas do passado, com influência com o progresso, adequando esse procedimento a evolução por culto e vivência sem desvirtuar a origem.







Regionalismo: É corrente artística direcionada aos temas do local onde se desenvolve. Movimento que trata dos interesses de uma região, que registra a maneira de falar, de declamar, de cantar , de vestir , de cumprimentar , de se alimentar . São os mais diversos aspectos de procedimento dos habitantes de uma região. O regionalismo envolve todas as particularidades econômicas, culturais e procedimentais de uma região. O regionalismo está dentro do tradicionalismo. Porém, a recíproca nem sempre é verdadeira.
Nativismo: É a qualidade ou caráter de nativo, do lugar. É exatamente daqui, é aquele que tem aversão ao estrangeiro. É um aspecto do regionalismo. O nativismo está dentro de um espaço menor do que o regionalista. Este vive atua , reverencia um região que pode ter uma abrangência além do seu território nato, enquanto que o nativista tem a mesma atuação exclusivamente dentro da área que ele delimita como sendo nativo.






Folclore: Folclore é a ciência que estuda os modos de sentir, de agir e as peculiaridades encontradas nas camadas populares das sociedades civilizadas. Ö o conjunto preservado pelas tradições populares. Etimologicamente vem do inglês "folk", o que quer dizer povo e o "Iore", que significa conhecimento popular. Assim definiu o inglês William John Thoms, escrevendo a palavra Folclore pela primeira vez. Folclore é a ciência que estuda os fatos sociais, culturais artísticos e tradicionais de um povo. É a ciência que aglutina as tradições de uma região, expressas em suas crenças, contos provérbios, lendas , usos e costumes. É a cultura popular, tornada normativa pela tradição.
Alguns folcloristas estendem o campo do Folclore a todas as sociedades, até as primitivas. Entretanto, a existência de graus diferentes da mesma cultura é necessário para caracterizar o fenômeno. Assim o Folclore planta suas raízes no passado imemorial da sociedade, e se projeta com voz do presente e do futuro. Temos como traços culturais que o Folclore participa de um processo geral que envolve, permanentemente, mecanismos internos, aquisitivos, desintegrativos e de recombinação e movimentos internos que tomam formas agressivas ou acomodativa, que por sua vez ocasionam novos processos internos, ora como toda a modificação no todo, o Folclore modifica-se sob a ação das várias forças espontâneas e dirigidas da sociedade, por sua vez, provoca modificações no todo, que é a sociedade.

Fonte: Fonte: Movimento Tradicionalista Gaúcho






   

 
Site melhor visualizado em resolução 800x600 com Internet Explorer 4.0 ou superior
Copyright © 2004 Portal Santa Maria - Todos os direitos reservados
Cultura Gaúcha http://www.culturagaucha.com.br
Política de privacidade