Turismo no Rio Grande do Sul

A nossa capital, Porto Alegre, sede do governo, junto ao Palácio Piratini, cidade banhada pelo Guaíba, e também onde encontra-se a sede do MTG, Movimento Tradicionalista Gaúcho. Temos o litoral gaúcho,com muitas praias, e caracterizado pela cidade de Rio Grande, como a praia mais longa, e extensa do mundo, e também no litoral gaúcho tem a festa do Peixe em Tramandaí, e a cavalgada do Mar entre Palmares do Sul, e a praia de Torres, cidade gaúcha que faz divisa com o estado de Santa Catarina.
Já na serra gaúcha, é a região dos vinhos, de colonização italiana, da festa da Uva de Caxias do Sul, Gramado como pólo turístico do Rio Grande do Sul, e a cidade de São Francisco de Paula, destacada pela sua avenida extensa e larga a avenida Júlio de Castilhos, com monumentos como o da Cuia, do Carreteiro, do Negrinho do Pastoreiro, apresentando para a comunidade a aos turistas a referências da arte e cultura gaúcha.








No norte do estado temos a região hidromineral, como a cidade de Iraí, que possui a melhro água mineral do Brasil, e a segunda do mundo, além de outras cidades como Marcelino Ramos, região tipicamente para o turismo das águas. Temos a nossa quedas dágua, numa extensão de cerca de 2 quilômetros, o Salto do Yucumã, no noroeste do estado do Rio Grande do Sul, denominada como uma das Sete Maravilhas Naturais do Rio Grande do Sul, e é banhado pelo Rio Uruguai e que faz divisa com o povo castelhano da Argentina.
A nossa Região das Missões, que nos transporta aos Sete Povos das Missões, as Ruinas de São Miguel, e nos faz lembrar de um dos ícones da música missioneira, nosso glorioso Pedro Ortaça e família, que vive em São Luiz Gonzaga. Na região central do estado, temos referência da paleontologia, da 4ª colônia de cultura italiana, dos ferroviários de Santa Maria da Boca do Monte, e de grandes gaiteiros, como Beto Fortes, Julio Pereira, Elias Rezende entre outros.






Na região dos Vales, e dos rios e que tem a presença de imigrantes europeus, como alemão e italiano, e os agricultores que tem o destaque no cultivo da erva mate, entre outros produtos agrículas. Indo para a região oeste, para a fronteira, junto ao pampa gaúcho, com a atividade agrícola que é o arroz em grande escala, em terras férteis, e na pecuária a criação de gado de corte, onde se ouve um linguajar diferente, meio castelhano, pela influência do Uruguai, e Argenina.
No litoral sul, temos a Costa Doce, onde existe um caminho turístico cultural chamado Caminho Farroupilha, percorrendo as charqueadas cidades características como Guaíba, São Lourenço do sul, Pelotas, Piratini, Rio Grande, Camaquã, São José do Norte. A região denominada Rota da Terras, referência a cidades como Selbach de origem alemã, e cidades de origem italiana também e fazem parte deste roteiro cidades como Cruz Alta, Carazinho, Ibirubá Campo Borges, entre outras, além de Salto do Jacuí, e Campos Borges. Assim é o Rio Grande do Sul, com suas regiões peculiares, apresentadas de norte a sul, e de leste a oeste, e todas elas sem exceção com a presença da arte e cultura gaúcha.

Fonte: http://www.culturagaucha.com.br



   

 
Site melhor visualizado em resolução 800x600 com Internet Explorer 4.0 ou superior
Copyright © 2004 Portal Santa Maria - Todos os direitos reservados
Cultura Gaúcha http://www.culturagaucha.com.br
Política de privacidade